As propostas foram recentemente abertas pelo Secretaria de Logística e Transportes, Governo de São Paulo vai avaliar a segurança de 26.000 km de rodovias estaduais como parte de um programa financiado pelo Banco Internacional para Reconstrução, Ação e Desenvolvimento (BIRD).

Licitações de fornecedores foram convocadas para levantamento e codificação de dados e imagens georreferenciados da rede de acordo com a metodologia iRAP. O projeto revelará o nível de risco embutido nas rodovias para diferentes grupos de usuários e fornecerá um Plano de Investimento em Estradas Mais Seguras para orientar os investimentos em manutenção e atualização para melhorar a segurança.

O Estado de São Paulo concentra 35 por cento da frota nacional do Brasil e tem o dobro de motoristas em comparação com o resto do país.

Só em 2019, mais de 5.400 pessoas morreram em acidentes rodoviários e viários do Estado, segundo dados oficiais do Governo do Estado. Para reduzir o número de mortes no trânsito, o governo estabeleceu o programa Respeito à Vida com a missão de atuar como articulador para a promoção de ações voltadas para a redução do número de acidentes de trânsito no Estado. O programa abrange 8 áreas da administração estadual e também é responsável pela Sistema Infosiga, que monitora e publica estatísticas de falhas para o estado.

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), São Paulo tem 9.800 km de rodovias concessionadas, administradas por 20 concessionárias, nas quais, em 2019, foram investidos mais de R$6,6 bilhões de reais em manutenção, gerando mais de 25.000 empregos.

O Governo de São Paulo também possui um Avaliação da concessão de 1.273 km em andamento para medir a segurança da rede. O Governador de São Paulo, Sr. João Doria, assinou o contrato de obras em maio de 2020 - o maior contrato de concessão do Brasil e o primeiro a incorporar a metodologia iRAP. O projeto informará US $ 2,4 bilhões em investimentos, ao longo de 30 anos, para modernização das rodovias entre a cidade de Piracicaba e o município de Panorama, com apoio da International Finance Corporation (IFC - Grupo Banco Mundial).

Versão para impressão, PDF e e-mail
pt_BRPortuguês do Brasil
Compartilhar isso

Compartilhar isso

Compartilhe este post com seus amigos!